SEJA BEM VINDO EM NOME DE JESUS.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Como amar pessoas das quais não gostamos?


Quatro perguntas chaves a serem feitas quando fica difícil amar alguém.

Certa vez uma mulher contou a história de um parente que estava passando por uma situação difícil. Essa pessoa tinha um conflito sério dentro de casa, e, embora, ela parecesse ser a vítima da situação, sempre que alguém perguntava sobre seus sentimentos em relação ao outro alguém envolvido no problema, ela respondia com três simples palavras: “Eu escolhi amar”.

Talvez você conheça alguém que esteja passando por uma situação parecida. Ou talvez você mesmo tenha
dificuldade para amar certas pessoas. Todos nós conhecemos pessoas que requerem um tipo especial de esforço da nossa parte para conseguirmos mostrar generosidade, bondade, atenção e, claro, amor.

Seja um colega de trabalho de caráter difícil, um amigo que suga nosso bom humor ou um parente com o qual um papo sobre qualquer assunto torna-se um desafio, há momentos em que queremos desistir e sentimos como se todo o nosso amor e toda a nossa paciência tivessem esgotado. São nesses casos que precisamos ser lembrados da Verdade, da realidade de que temos acesso a um amor que é sempre abundante, sempre altruísta, sempre real e verdadeiro.

Há coisas específicas que precisamos analisar nos momentos em que torna-se difícil mostrar amor às pessoas ao nosso redor:

1 - Como você define o amor?
Às vezes, nossa definição de amor está errada. Amor não é apenas bons sentimentos em relação a alguém ou alguma coisa. Não é o que sentimos por alimentos ou lugares. O verdadeiro amor é ação. É dar mais do que receber. A definição de amor está registrada na conhecida passagem bíblica de 1Coríntios 13.4-8. Ali fica bem claro que tudo decorre da ação, não de um sentimento. Tratar o amor como um sentimento resultará em inconsistência, porque os sentimentos mudam e as pessoas podem fazer coisas que geram frustração em nós ou nos ofendam. Quando entendemos o amor como uma ação e temos claro que dar é muito melhor do que receber, conseguiremos amar verdadeiramente.

2 - De onde vem o seu amor?
Esta é uma questão crucial para ser examinada. Quando você está cansado, desgastado e não tem mais nada para dar, você tem que confiar a Jesus sua capacidade de amar. Normalmente, quando amamos com nossas próprias forças, o resultado é egoísmo e amargura, porque tentamos tirar proveito de dar amor e, se não recebemos nada em troca, ficamos ressentidos. Quando amamos com o amor de Deus, nosso objetivo é dar. Só isso. E acreditamos que nunca acabará, porque a fonte é Deus e Ele é amor – ou seja, é uma fonte inesgotável.

3 - O que é que torna difícil amar a esta pessoa?
É a forma como ela trata você ou outras pessoas ao seu redor; é a maneira como ela conduz seus negócios ou trabalho; são as palavras que ela profere a você ou a outros que doem? Há muitas razões que podem fazer com que seja difícil amar algumas pessoas, mas se examinarmos a situação com seriedade, perceberemos nossas próprias falhas no assunto. Às vezes, a nossa forma de julgar ou ver os outros não é feita por meio do prisma do amor, então, é claro que será difícil amá-los. Às vezes, não tentamos entender por que as pessoas são do jeito que são. Não procuramos compreender os desafios que enfrentaram para fazê-los agir do jeito que elas agem. Devemos nos lembrar que temos a capacidade de sermos pacientes com os outros. Esta verdade é proclamada em 1 Samuel 16.7: “O Senhor não vê como o homem: o homem vê a aparência, mas o Senhor vê o coração.”

4 - Você é uma pessoa difícil de amar?
Esta é, provavelmente, a pergunta mais crucial de todas. Você pode estar se perguntando por que isso teria alguma coisa a ver com você, mas todos nós somos pessoas difíceis de amar. Temos sido difíceis para os nossos pais, nossos amigos, nossos cônjuges, nossos chefes, nossos discipuladores. Examinar nossas próprias falhas pode ser muito útil na hora em que achamos difícil amar ao outro. Jesus morreu por nós, pessoas muito difíceis de serem amadas! (Efésios 2.4-7).

Esse amor que tanto precisamos morreu na cruz por nós. Esse amor venceu a morte, o pecado e a vergonha. Quando nos deparamos com pessoas difíceis, precisamos refletir sobre o amor de Jesus. Ele é a fonte inesgotável de paixão pelas pessoas. E é Ele quem nos capacita para podermos amar a todas as pessoas, mesmo as mais “difíceis”.


Fonte: Jornal Atos Hoje

Nenhum comentário:

Postar um comentário