SEJA BEM VINDO EM NOME DE JESUS.

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

O QUE FIZERAM COM A IMAGEM DA VERDADEIRA MARIA?


Você vai ser redirecionado para o novo site
“Difundindo a Palavra de Deus” 
na  URL   robertodedeus.com/

Este artigo está no link:

http://robertodedeus.com/portal/?p=1013

 ou procure no novo site, pelo mesmo titulo.


Você iria achar COERENTE se seus amigos te dessem vários nomes com varias identidades diferentes e com olhos azuis e ainda mudar a sua cor? Você iria aprovar isso? Você ira achar isso correto?
Maria era judia de olhos castanhos como todo judeu verdadeiro sem nenhuma mistura com povo estrangeiro. E por isso ela não poderia ser negra e nem loura dos olhos azuis como os católicos mostram.
Pergunto: como pode a verdadeira Maria da Bíblia ser Aparecida?
Isso, de modo algum tem fundamento Bíblico.
mas eles usam um pretexto de que é apenas um retrato de Maria que eles veneram e não adoram...
1- vamos ver o significado de venerar:

Sinônimos: acatar, aguardar, atender, cumprir, honrar, obedecer, observar, respeitar, reverenciar, adorar, cultuar, idolatrar. (temos a obrigação cristã de estimá-la, honrando-a e admirando-a. Porque teve o privilégio de ser mãe de JESUS, mas só ADMIRÁ-LA e nada mais)

2- Jesus é 100% HOMEM
Jesus é 100% DEUS
Como HOMEM Ele teve uma mãe terrestre, mas não teve um pai terrestre.
Como DEUS Ele teve um Pai Celeste, mas não teve uma mãe celestial.

3- Depois dizem que só têm como um retrato, fotografia...
COMO PODEM TER SE NAQUELA ÉPOCA NÃO EXISTIA MAQUINA FOTOGRÁFICA?
A verdadeira Maria era submissa e jamais aceitaria o que fizeram da imagem do caráter arrogante e jamais exigiria adoração, veneração a culto a si mesma.
Ela nunca iria querer estar nessa posição que a colocaram, pois ela era uma VERDADEIRA ADORADORA DE JESUS. Nunca se colocaria acima dele e nem abaixo dele em posição de mediadora entre ele e o homem. Ela sabia que era apenas serva.
A verdadeira Maria lá no paraíso onde ela está, não tem ideia do que estão fazendo com o nome dela aqui na terra. Os católicos romanos são ensinados que todas as graças fluem naturalmente de Maria. Ela não merece esta afronta!

A verdadeira Maria foi uma mulher pura, santa, piedosa, virtuosa e humilde, até o sacrifício. Ela conhecia bem as Escrituras do Velho Testamento, daí a sua fé e a beleza do seu caráter de esposa e mãe.
MARIA RECONHECE QUE ERA UMA PECADORA E QUE PRECISA DE UM SALVADOR:
·... "O meu espírito se alegra em Deus o meu Salvador, porque contemplou na humildade da sua serva" Lucas 1:47,48

Na visão teológica matriarcal, o filho era sempre a figura infantil e impotente nos braços da imagem da mãe toda poderosa protegendo o seu filho do mal.
Porém, para os católicos Jesus só aparece nas duas fases da sua vida:

1 – Quando era bebê (para exaltar Maria como deusa mãe);
2 – Quando estava morto na cruz (para demonstrar o sofrimento, não de Jesus, mas da mãe: “senhora das Dores”).
Ela exerce fascínio, religiosidade, beleza, força e sabedoria.
O poder dos olhos da imagem de Maria atrai milhões de católicos no Mundo.

PERGUNTO:
Onde estava Maria quando JESUS participou da criação do Universo e do homem?
"Ele é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação; pois nele foram criadas todas as coisas, nos céus e sobre a terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, e soberanias, quer principados, quer potestades. Tudo foi criado por meio dele e para ele". Colossenses 1:15-16

Em parte nenhuma das Escrituras é mencionado qualquer culto a Maria, nem qualquer mandamento que o exija.
A própria Maria confessou que era pecadora necessitada de um Salvador.
Quem precisa de um Salvador senão um pecador não é mesmo?
Maria reconheceu que era uma pecadora e que precisava de um Salvador e reconheceu e aceitou Jesus já no seu ventre como salvador.
Porque os católicos não imitam a atitude submissa de Maria aceitando Jesus como Salvador e SENHOR UNICO E SUPREMO.

Por isso Maria não era mãe de Jesus como Deus (como pessoa Divina), era mãe de Jesus apenas como Homem terrestre. Jesus é chamado na Bíblia de O Filho do Homem, o titulo de “Filho de Deus”, seu Nome Divino (Mt: 20).
Com isso fica claro que Deus é Patriarcal e não Matriarcal. Jesus sendo Deus se fez Homem no útero de uma mulher, pois isso seria a prova de sua humildade e humanidade, pois só assim seria ligado na Terra em sua missão salvadora. Entretanto isso não faz de Maria mãe de Deus.

Roma: Maria
A ideia é que deusa não é aquela que só gera a vida, mas é criadora dos céus e que é mãe de Deus. As religiões apresentam um culto à deusa mãe substituindo o culto ao Deus Pai. No verdadeiro cristianismo essa visão é banida. No falso cristianismo apostatado associaram à virgem Maria como mãe de Deus. A visão católica romana que Deus tem uma mãe e que nasceu antes dele e o criou: ”Santa Maria mãe de Deus”. Não é assim que eles rezam?
A visão que coloca a mulher como senhora “mãe de Deus”. Se assim fosse, ela seria criadora de tudo o que há no céu e na terra. Isso é inconcebível de pensar.
Porém, a visão teológica matriarcal de Roma, a Babilônia religiosa inseriu em Maria uma visão de uma mulher insubmissa que se rebelou contra a visão Patriarcal de Deus e a tornou em uma deusa com poder para salvar, interceder mesmo depois de morta, e ser uma mediadora entre Deus e o homem porque, segundo eles é mãe de Deus, tem autoridade sobre o Filho e pode mandar e o Filho tem que atender pedidos feitos a ela. Maria na transformação da água em vinho disse aos servos: ”Fazei tudo o quanto Ele vos disser!”. Ela foi a mulher mais submissa da face da terra. Jamais, jamais haverá outra tão submissa quanto ela. Tanto que os católicos confundiram a submissão e humildade dela, com um suposto auto-endeusamento. Quando os crentes pensam em Maria, eles pensam em uma mulher serva, obediente e submissa. Entretanto, quando os católicos pensam em Maria, pensam em uma mulher toda poderosa, senhora, advogada e intercessora, capaz de fazer com que seu Filho (Jesus) a obedeça atendendo as orações que eles fazem a ela. Que humildade existe nisso? Eles dizem: ”fala para mãe que o filho atende”.

Falo aqui da imagem idólatra que os católicos passam. Mas, falo também do caráter de humildade de Maria, não de uma deusa toda poderosa que pode mandar para que o filho atenda.
Mateus e Lucas descrevem Maria como uma pessoa pura e submissa a Deus, agradecida pelas bênçãos divinas, com fé para crer na mensagem de Deus, e sabedoria para saber o propósito de Deus em sua vida.
Assim, tendo notado as discrepâncias entre os ensinos da Bíblia e os ensinos do Catolicismo, resolvi pesquisar o assunto através de fontes históricas confiáveis, no sentido de descobrir a origem do endeusamento de Maria inventada pelo Catolicismo!
A santa mãe de Jesus, na carne, jamais mereceu atribuições mitológicas que lhe têm sido atribuída pelo Romanismo, que a transformou numa deusa pagã, para agradar os pagãos que se juntaram ao Cristianismo. Esses pagãos trouxeram para dentro da Igreja Cristã todos os seus ritos e costumes pagãos, a partir do século IV, quando aconteceu a suposta conversão de Constantino..

A revista americana Newsweek de agosto de 1997, viu que, apesar de todos os avanços do mundo pós-moderno na área tecnológica, a alma humana continua primitiva em sua busca por ícones sagrados e em sua disposição de criá-los, mesmo que o caminho seja o de arranjar uma quarta pessoa para a Trindade, uma mãe para o filho eterno de Deus, uma auxiliadora idônea para o Redentor e uma esposa para o Espírito Santo.”

O homem foi criado para crer numa:
DEIDADE;
NA ETERNIDADE;
NA MORTALIDADE;
Maria, a QUARTA PESSOA da Santíssima Trindade! Blasfêmia terrível!
A leitura dos evangelhos nos permite perceber que consciência Maria tinha do seu papel espiritual. Era apenas de uma serva do Senhor, que dizia de si ter sido objeto da graça salvadora de Deus...
Seriam necessários apenas 4 milhões de assinaturas a fim de que Maria fosse guindada ao status de deusa. Assim. As implicações dessa nova postulação teológica abririam espaço para blasfêmia.
Isso porque qualquer pessoa com alguma dose de espiritualidade poderia dizer que Maria seria Filha do Pai, Mãe do Filho e esposa do Espírito Santo. Mesmo que tal proposição não tenha sido ainda aceita, é também objeto das convicções pessoais do papa, o que a torna forte candidata a ser levada a sério.

Vejamos as palavras do próprio Papa João Paulo II:


Tendo criado homem e mulher, macho e fêmea, o Senhor deseja colocar a NOVA EVA ao lado do NOVO ADÃO no processo de redenção...
dessa forma, Maria, >a nova Eva<, se torna o mais perfeito ícone da igreja... por isso, nós podemos nos voltar para a Bendita Maria, confiadamente, implorando sua ajuda, conscientes da singularidade de seu papel, confiado a ela por Deus, que é o de corresponsável pela redenção.” Palavras de João Paulo II.
Poderá existir blasfêmia maior?

Portanto, as novas doutrinas acerca de Maria estão sendo discutidas; Maria como Mediadora e Maria como Co-redentora. Maria está sendo apresentada como Mediadora ao lado de Cristo! Blasfêmia!
E o Concílio Vaticano I que se reuniu em Roma em 1870, definiu a doutrina da infalibilidade do papa (Isto quer dizer que o Papa não comete erros) Blasfêmia!

E disse mais o Papa Paulo VI:
Assim Maria filha de Adão, consentindo na Palavra divina, tornou-se mãe de Jesus e abraçando com generosidade, sem pecado algum.
"Pois todos pecaram e carecem da Glória de Deus". (Romanos 3:23)
Todos que são descendentes de Adão e Eva têm o pecado original.
Só Jesus nasceu sem o pecado original.
Quanta blasfêmia! Coitada de Maria, que tendo sido uma simples mulher do povo, no século IV da era cristã começou a ser transformada numa deusa pagã, recebendo, a partir daí, um culto idolátrico, completamente abominável aos olhos de Deus!
Referir-se a Maria como a “Mãe de Deus” e como “Co-redentora com Cristo”, aponta claramente que ela é uma deusa. O Papa Benedito XV (1914 – 1922)

OS CATÓLICOS QUER MARIA COMO:

1- A QUARTA PESSOA DA TRINDADE

2- CO-SALVADORA
( seria a segunda pessoa que pode salvar do pecado)

3- CO-REDENTORA
(que poderia nos redimir do pecado, redimir quer dizer perdoar)

4- INTERCESSORA
(ela tomaria o lugar do Espírito Santo que é o nosso Intercessor)

5- ADVOGADA
( ela tomaria o lugar de Jesus como nosso ADVOGADO)

ASSUNÇÃO DE MARIA
Desse modo, o corpo de Maria teria sido miraculosamente preservado da corrupção e sua ressurreição e assunção equiparadas à ressurreição e ascensão de Jesus. Ela não subiu aos céus ressuscitada de entre os mortos, pois aguarda no paraíso a volta de Jesus quando ele ressuscitar os mortos em Cristo.
Os Apóstolos da Igreja Primitiva, que estiveram mais próximos "desses acontecimentos", nada sabiam a respeito dessa suposta assunção.

A assim chamada "Igreja Católica Romana" ensina, sem qualquer embasamento bíblico, que Maria subiu ao céu em corpo e alma, e que agora é a "rainha dos céus".

Contudo, Maria, a santa mãe de Jesus, não é e jamais foi a "rainha dos céus" era o título da "deusa Mãe" adorada pelos israelitas, séculos antes do nascimento de Maria.

Temos que sair do nível de Jesus Filho de Maria e ir para o nível de Jesus Ressurreto e Ressuscitado. A incredulidade impediu até Jesus de operar milagres. Se você não aceita ser confrontado está no caminho da incredulidade, está num estado passivo aceitando tudo o que não é Bíblico.

Fonte: Recebi pelo face da Pastora Wilma Ribeiro


 xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx



Recebido via e-mail esta confirmação sobre o tema acima

Ola irmão,

Sou amiga de uma amiga sua a Célia Querino, e conversando ela falou de seu blog e o quanto tem sido abençoada através dele.

Isso faz 16 anos, era católica e estava insatisfeita porque queria mais, foi quando conheci a renovação carismática e por lá fiquei por mais ou menos 6 anos. Buscava muito em grupos de oração, quando um dia estava na igreja em um desses grupos, no centro de BH, nesse dia o louvor foi só a Maria e eu não conseguia louvar e só chorava, não conseguia levantar minhas mãos. Acredite irmão, depois entendi que foi o Espírito Santo, mas a figura de Maria, como conhecia na igreja católica veio perfeita na minha frente ela chorava e dizia que não estava feliz com aquela situação, que estavam colocando ela numa posição que não era dela e que não podia fazer nada...veja só a confirmação do que você escreveu, me arrepiei e chorei ao ler. Sai daquela igreja voltei para meu trabalho, pequei o catálogo, era o que se usava na época e peguei o telefone da Batista da Lagoinha, fui numa terça, era o culto do Espírito Santo e Ele mais uma vez confirmou tudo no meu coração e estou lá até hoje. 

Louvo ao Senhor pela sua misericórdia em minha vida e pela sua fidelidade sempre.
Irmão que Deus continue te capacitando nesse ministério e te enchendo da sua Graça sempre e toda sua família, no nome de Jesus. Amém.

Recebido de Marilac Righi
Enviado via iPad


Grifo meu:
A minha amiga que ela referiu (Célia Querino) conheci quando trabalhava nas reuniões no centro espírita. Veja a obra de Deus na vida destas pessoas e na minha.

DEUS SEJA GLORIFICADO SEMPRE.



Nenhum comentário:

Postar um comentário