SEJA BEM VINDO EM NOME DE JESUS.

sexta-feira, 27 de maio de 2011

COMO AGRADAR A DEUS.

7 Características


Êxodo  4 – 10 a 12 (Facilidade de falar)
Moises – Não nasceu pronto, mas pelo zelo atendeu o chamado apesar de suas imperfeições.

Genêsis  12 – 1 a 3 (Sair da sua terra e ir para onde Deus mandar)
Abraão – Deus queria formar um povo, mas precisava de alguém e escolheu a Abraão
Hebreus 11 – 8 mesmo como estrangeiro na terra viveu pela fé, como filho da promessa.

I Samuel 17 – 41 a 47 (Fala da coragem que tinha em usar o nome do Senhor)
Davi – Não confia apenas em si mesmo, mais acima de tudo, confia na aliança que tem com Deus.

Isaías  9 – 6 a 7  /   7 – 14  /  João 15 – 26 (Recebe um sinal de Deus (do nascimento de Jesus))
Isaías - Não importa as notícias que falam por ai, o homem de Deus sempre é um profeta messiânico (iluminado).

Ester 4 – 13 a 17 (Mesmo que custe a sua vida leve a benção aos outros)
Ester  - Não usar a benção para a sua vaidade pessoal, mas sim para servir o povo de Deus.
As bênçãos de Deus não é só para si, mas é também para abençoar os outros irmãos.

Rute 1 – 15 (Fala na hora do sofrimento devemos ser fiel)
Rute - Coração fiel e entregue a causa do companheiro ser fiel no pouco e com muito Te abençoarei.

Atos 19 – 1 a 7 (Falar da palavra de Deus)
Paulo - Sempre buscam e levam outras pessoas a terem experiências maiores com Deus.


quinta-feira, 26 de maio de 2011

QUAL O MAL EM VER NOVELA?

Procurando justificar esse hábito muitos cristãos geralmente fazem esta pergunta. Eles afirmam que ver novelas em nada atinge sua vida espiritual porque são extremamente maduros. Afirmam também que novelas são uma forma de lazer e entretenimento. Contudo, tais pessoas deveriam lembrar o seguinte:

1) Nossa mente é como uma esponja. Ela absorve tudo o que vemos e ouvimos. Estas coisas são armazenadas no fundo da mente, e influenciam o íntimo do nosso coração, nossas reações, emoções, sentimentos e comportamento. Falsos conceitos e ideais repetidos várias vezes acabam se tornando verdadeiros quando falamos e agimos. É por esta razão que Paulo nos ordena ocupar a mente apenas com o que for proveitoso e edificante (Fp 4.8).

2) As novelas em geral refletem aquilo que o homem tem de pior. Não é preciso muito esforço para se perceber que o enredo e roteiro das novelas e seriados brasileiros em sua grande maioria se baseiam na sensualidade, ambição, violência, fingimentos, poder e outras coisas descritas na Bíblia como sendo “obras da carne” ( Gl 5.18-21). A novela faz o crente “torcer” para que o “mocinho” realize a sua vingança, ou para que a “mocinha” consiga conquistar o seu amado, mesmo que seja casado.

3) Assistir novelas em nada edifica o crente, e em nada contribui para seu crescimento espiritual. Nem mesmo traz alguma cultura ou conhecimentos. É perder tempo com “cultura inútil” e perigosa. A Bíblia nos ordena “remir o tempo, pois os dias são maus” (Ef 5.16). Alguns argumentam dizendo que as novelas prestam um grande serviço de utilidade pública como por exemplo: conscientização sobre os riscos do alcoolismo e das drogas, violência doméstica, supostas psicopatias, racismo, etc. Essa sempre é a desculpa da maioria dos brasileiros que não gostam de ler livros, jornais ou revistas e que só acessam a internet para bisbilhotar fotos em redes sociais.

Tudo isso acima, aplica-se não somente às novelas, como outros tipos de programas, filmes ou sites que acessamos na internet. Lembre-se: as emissoras de TV não estão preocupadas com a vida espiritual e moral dos milhões de brasileiros; elas estão interessadas apenas em ganhar dinheiro. E é lamentável que o façam às custas de crentes que dão uma, duas, três horas por dia (ou até mais) para os canais de televisão.

O cristão estaria fazendo algo muito melhor se usasse o tempo das novelas para o culto doméstico, reuniões de oração e doutrina (muitos cristãos não vão mais a igreja no meio da semana porque supostamente estão cansados, mas na realidade não querem perder a sua novelinha preferida), a comunhão com os familiares, a leitura de livros edificantes. “Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai” (Fp 4.8).

Fonte: E a Bíblia com isso?    http://bibliacomisso.blogspot.com

sexta-feira, 20 de maio de 2011

QUEM, SÃO OS NOSSOS ÍDOLOS?

Porque, naquele dia, cada um lançará fora os seus ídolos de prata e os seus ídolos de ouro, que fabricaram as vossas mãos para pecardes. (Isaías 31.7)

             Quando a Bíblia fala de ídolos, as primeiras coisas que vêm em nossos pensamentos são as imagens de santas, santos e outras tantas, entretanto, não paramos para pensar o que são, em suas várias formas, por exemplo, ídolos que levantamos, criamos e que permitimos que ocupem o lugar sagrado de Deus em nossos corações e em nossas vidas. Exemplo disso temos, às vezes, pode ser este computador que está na nossa frente agora, o carro, casa, empresa, trabalho, patrão, dinheiro ou qualquer que seja um bem, ou uma pessoa, filho, filha, esposa, marido, alguém, ou seja, qualquer outra coisa que damos a prioridade, que colocamos em primeiro lugar, e relegamos ao Senhor um segundo ou terceiro lugar nas nossas vidas, nós até falamos que o amamos, vamos à igreja, oramos e achamos que fazemos tudo certo, mas colocamos amor demais  nas coisas e esquecemos que tudo foi o Senhor que nos deu, inclusive as pessoas que amamos. E muitas vezes ainda tentamos usar o nome de Deus para justificar a nossa adoração a este ou aquele objeto, ou àquela pessoa.

            “Porque te não inclinarás diante de outro deus; pois o nome do SENHOR é Zeloso; zeloso é ele” (Êxodo 34.14).  Existem outros casos também, quando por exemplo preocupamos mais com o mal, as enfermidades, doenças, dívidas, separações, vícios, desempregos, enfim, qualquer que seja o problema que nos aflige, falamos de Deus, pedimos a Ele uma solução, mas falamos e pensamos mais no mal do que no amor de Deus, ou seja, estamos endeusando o próprio mal e além de não estarmos confiando no Senhor estamos ainda excluindo as nossas bênçãos, pois Ele, o Senhor, não divide a Glória Dele com ninguém. “Por amor de mim, por amor de mim o farei, porque como seria profanado o meu nome? E a minha Glória não a darei outrem.” (Isaías 48.11)  Ele tem que ser sempre a prioridade em nossas vidas, e se existe uma enfermidade, um mal, algo nos incomodando, nos atrapalhando, não podemos ficar somente exaltando o seu poder, dizendo o quanto ela está nos afetando, o quanto mal ela nos faz, devemos  sim reconhecer que temos um Deus que deu o seu filho para que morresse e levasse todas as nossas enfermidades.
 
             “Que aproveita a imagem de escultura, depois que a esculpiu o seu artífice? Ela é máscara e ensina mentira, para que quem a formou confie na sua obra, fazendo ídolos mudos? Ai daquele que diz ao pau: Acorda! e à pedra muda: Desperta! Pode isso ensinar? Eis que está coberta de ouro e de prata, mas dentro dela não há espírito algum." (Habacuque 2.18,19) Aqui estamos falando das imagens e esculturas conhecidas por todos nós, de qualquer que seja o santo ou milagreiro. O que temos que entender e praticar é a Palavra de Deus, e se existe algo que ela condena, então nós também devemos condenar, pois somos cidadãos e cidadãs do Reino de Deus e  devemos viver de acordo com as leis, a constituição, a Carta Magna do Reino e se ela condena algo, sabemos que  não poderemos jamais aprovar, pois se agirmos assim estaremos nos excluindo do Reino de Deus e participando do reino inimigo. “Não sabeis vós que a quem apresentardes por servos para lhe obedecer, sois servos daquele a quem obedeceis, ou do pecado para a morte, ou da obediência para a justiça?” (Romanos 6.16) Devemos sempre colocar em primeiro lugar Deus, somente Ele, e em Espírito e em verdade, sabendo que tudo foi feito por Ele e para Ele, não existe nada além de Deus que merece a nossa adoração e possa ser prioridade. Leia e pratique Bíblia. Que Deus te abençoe.

                        Um abraço

                             Pr.Henrique Lino

segunda-feira, 16 de maio de 2011

ONDE E QUANDO JESUS NASCEU?

Perguntemos a Maria de Magdala onde e quando nasceu Jesus, e ela nos responderá:
- Jesus nasceu em Betânia. Foi certa vez, quando a sua voz, tão cheia de pureza e santidade, despertou em mim a sensação de uma vida nova com a qual até então jamais sonhara.

Perguntemos a Francisco de Assis o que ele sabe sobre o nascimento de Jesus. Ele nos responderá:
- Ele nasceu no dia em que, na praça de Assis entreguei minha bolsa, minhas roupas e até meu nome para segui-lo incondicionalmente, pois sabia que somente ele é a fonte inesgotável de amor.

Perguntemos a Pedro quando deu o nascimento de Jesus. Ele nos responderá:
- Jesus nasceu no pátio do palácio de Caifas, na noite em que o galo cantou pela terceira vez, no momento em que eu o havia negado. Foi nesse instante minha consciência acordou para a verdadeira vida.

Perguntemos a Paulo de Tarso, quando se deu o nascimento de Jesus. Ele nos responderá:
- Jesus nasceu na Estrada de Damasco quando, envolvido por intensa luz que me deixou cego, pude ver a figura nobre e serena que me perguntava:"Saulo, Saulo porque me persegue?" E na cegueira passei a enxergar um mundo novo quando eu lhe disse:"Senhor, o que queres que eu faça?!"

Perguntemos a Tomé onde e quando nasceu Jesus. Ele nos responderá:
- Jesus nasceu naquele dia inesquecível em que ele me pediu para tocar em suas chagas e me foi dado testemunhar que a morte não tinha poder sobre o filho de Deus. Só então compreendi o sentido de suas palavras: -"Eu sou o caminho, a verdade e a vida."

Perguntemos à mulher da Samaria o que ela sabe sobre o nascimento de  Jesus. E ela nos responderá:

- Jesus nasceu junto à fonte de Jacob na tarde em que me pediu de beber e me disse: -"Mulher eu posso te dar a água viva que sacia toda a sede, pois vem do amor de Deus e santifica as criaturas." Naquela tarde soube que Jesus era realmente um profeta de Deus e lhe pedi:"Senhor, dá-me desta água."

Perguntemos a João Batista quando se deu o nascimento de Jesus. Ele nos responderá:
- Jesus nasceu no instante em que, chegando ao rio Jordão, pediu-me que o batizasse. E ante a meiguice do seu olhar e a majestade da sua figura pude ouvir a mensagem do Alto:"Este é o meu Filho Amado, no qual pus a minha complacência!" Compreendi que chegara o momento de Ele crescer e eu
diminuir, para a glória de Deus.

Perguntemos a Lázaro onde e quando nasceu Jesus? Ele nos responderá:
- Jesus nasceu em Betânia, na tarde em que visitou o meu túmulo e disse:- "Lázaro! Levanta." Neste momento compreendi finalmente quem Ele era: A Ressurreição e a Vida!

Perguntemos a Judas Iscariotes quando se deu o nascimento de Jesus. Ele nos responderá:
- Jesus nasceu no instante em que eu assistia ao seu julgamento e à sua condenação. Compreendi que Jesus estava acima de todos os tesouros terrenos. Foi naquele instante que percebi a Sua misericórdia e o Seu imenso amor pelas criaturas.

Perguntemos, finalmente, a Maria de Nazaré onde e quando nasceu Jesus, e ela nos responderá:
- Jesus nasceu em Belém, sob as estrelas, que eram focos de luzes guiando os pastores e suas ovelhas ao berço de palha. Foi quando segurei em meus braços pela primeira vez que senti se cumprir a promessa de um novo tempo através daquele Menino que Deus enviara ao mundo, para ensinar aos homens a lei maior do Amor.
                                      
Agora pensemos um pouquinho: E para nós, quando Jesus nasceu? Pensemos mais um pouquinho... E se descobrirmos que ele não nasceu? Então, procuremos urgentemente fazer com que ele nasça um dia destes, porque quando isso acontecer, teremos finalmente entendido o Natal e verdadeiramente encontrado a luz.

Não conheço o autor

AO LER A BÍBLIA


Você vai ser redirecionado para o novo site “Difundindo a Palavra de Deus” na URL robertodedeus.com/

Este artigo está no link: http://robertodedeus.com/portal/?p=534 ou procure no site pelo mesmo titulo.


AO LER A BÍBLIA, DECLARE ESTA VERDADE!

“Está é a minha Bíblia.

Eu sou o que ela diz que eu sou.

Eu tenho o que ela diz que eu tenho.

Eu posso fazer o que ela diz que eu posso fazer.

Hoje eu serei tocado pela palavra de Deus.

Eu audaciosamente confesso que minha mente está alerta,
meu coração está receptivo.

Eu nunca mais serei o mesmo.

Eu estou pronto para receber, a indestrutível, sempre viva, 
semente da palavra de Deus.

Eu nunca mais serei o mesmo.

Nunca, nunca, nunca.

No nome de JESUS!”.

Amém!”


Texto Pr Márcio Valadão

A OBRA DO ESPÍRITO SANTO


No começo
     Ativo e presente na criação, movendo-se por cima do estado caos ( Gêneses 1.2)

No Antigo Testamento
     A origem das habilidades sobrenaturais (Gêneses 41-38)
     O doador da habilidade artística (Êxodo 31-2 a 5)
     A fome de poder e força (Juízes 3-9 a 10)
     A inspiração da profecia (I Samuel 19-20 a 23)
     O provedor de mensagem de Deus (Miquéias 3-8)

Na profecia do Antigo Testamento
     A purificação do coração para uma vida santa (Ezequiel 36-25 a 29)

Na salvação
     Traz convicção (João 16-8 a 11)
     Faz aquele que crê nascer de novo (Tito 3-5)
     Torna os crentes dedicados a Ele (II Tessalonicenses 2-13)
     Vive completamente dentro do crente (João 14-17;  Romanos 8-9 a 11)

No Novo Testamento
     Comunica a verdade espiritual (João 14-26; João 16-13;   I Coríntios 2-13 a 15)
     Traz glória para Cristo (João 16-14)
     Dá poder para proclamação do evangelho (Atos 1-8)
     Enche os crentes (Atos 2-4)
     Derrama o amor de Deus no coração (Romanos 5-5)
     Capacita os crentes para andar em santidade (Romanos 8-18;  Gálatas 5-16 a 25)
     Pede a Deus em nosso favor (Romanos 8-26)
     Concede os dons para o trabalho (I Coríntios 12-4 a 11)
     Fortalece os espírito (Efésios 3-16)

Na Palavra escrita
     Inspirou a escrever as Escrituras (II Timóteo 3.16;  II Pedro 1.21)

TRÊS SÃO OS GRANDES INIMIGOS DOS CRISTÃOS.

A MURMURAÇÃO
Êxodo 18:7,8
Queixo-me em segredo, sussurros de descontentamento, são o resultado de um espírito amargo, é a atitude normal de um cristão carnal.

Com este sentimento a pessoa demonstra uma atitude azeda para com a vontade de Deus, reflectindo-se em más atitudes para com os lideres espirituais, por exemplo. e , não poucas vezes, com outros irmãos.

A murmuração é uma das muitas armas que o nosso Adversário usa contra a Igreja de Jesus, porque ela desestabiliza, cria divisão, dá origem a contendas e abre brechas nos relacionamentos.

Lendo Filipenses 2:14 verificamos que a igreja na cidade de Filipos estava a passar por uma fase em que os crentes carnais e mostravam descontentes sem razão. Este descontentamento estava a envenenar os relacionamentos e a proporcionar ataques contra os lideres espirituais. O mesmo havia acontecido no passado, com  Paulo, I Coríntios 10:10

Outro apóstolo, o Pedro, estava consciente do mesmo perigo, receando que se propagasse entre a igreja, escreveu:"Deixando toda a malicia... e todas as murmurações", I Pedro 2:1

Lendo Romanos 1:29-32, Paulo afirma que a murmuração faz parte da triste lista de iniqüidades que Deus abomina: "Estando cheios de toda a iniqüidade...sendo murmuradores..."

Todos os que caem na tentação de murmurar entram no mesmo nível de pecado que leva á condenação eterna: "E destes também profetizou Enoque...", Judas 15,16

MALEDICÊNCIA
I Timóteo 5:14  /  Tito 2:7,8
Paulo é muito enfático neste assunto, uma vez que ele também foi vitima deste terrível mal, o mal vindo de línguas que deviam ter sido controladas pelo Espírito Santo, especialmente de gente dentro da igreja. Ele mais do que ninguém bem sabia o transtorno que coisas dessas trouxeram e trazem á Obra de Deus.

Em Provérbios 26:22,23 lemos: "As palavras do maldizente...” Salomão classifica a maledicência como algo delicioso a quem a prova, mas que se transforma em fezes. O coração dos maldizentes satisfaz-se com a impureza da maledicência que fica colada aos seus lábios.

A maledicência é irmã gêmea da murmuração. São irmãs siamesas, andam sempre juntas, Ambas destroem a saúde espiritual do cristão.

A MORNIDÃO ESPIRITUAL
Apoc.3:15,16
O Senhor conhece todas as nossas ações e palavras. ELE conhece o nosso coração e tudo o que pensamos, Heb.4:13. Ele examina o nosso nível espiritual, Apoc.3:17.

Jesus manifesta o Seu conhecimento a nosso respeito. O crente  carnal é dominado por um "espírito" que domina as áreas do orgulho, da soberba, inveja, contenda de palavras, maledicência e murmuração, e faz desse crente alguém morno, com todas as conseqüências subjacentes, próprias de quem ainda é carnal, I Cor.3:1-3

Um cristão morno é um cristão infeliz, porque fica insensível á voz do Espírito Santo, tornando-se desinteressado, indiferente, sem vontade de orar e de se alimentar espiritualmente. Em suma, é um cristão profundamente doente, necessitando de uma restauração total, Apoc.3:18.

Conclusão
Aparentemente insignificantes, estas 3 armas de satanás há cerca de 3 milênios que elas se têm mostrado muito eficazes para destruir a fé dos filhos de Deus. Já é tempo para ficarmos atentos ao prejuízo que eles trazem á Igreja, ao Corpo de Cristo.

Pr.João José Borges

HOSPITAL DO SENHOR


 Fui ao Hospital do Senhor fazer um check-up de rotina e constatei que estava doente.

Quando Jesus mediu minha pressão, verificou que estava em baixa de TERNURA.

Ao medir a temperatura, registrou 40º de EGOISMO.

Fiz um eletrocardiograma e foi diagnosticado que precisava de uma PONTE de AMOR, pois minha veia estava bloqueada e não estava abastecendo o meu CORAÇÃO VAZIO.

Passei pela ortopedia, pois estava com dificuldade de andar Lado a Lado com o Meu Irmão, e não consegui abraçá-lo por ter fraturado o braço, ao tropeçar na minha VAIDADE.

Constatou-se Miopia, pois não conseguia enxergar além das APARÊNCIAS.

Queixei-me de não poder ouví-lo e diagnosticou Bloqueio em decorrência das PALAVRAS VAZIAS do dia-a-dia.

Obrigado SENHOR, por não ter me cobrado a consulta, pela sua grande MISERICÓRDIA. Prometo, ao sair daqui, somente usar:

Remédios Naturais, que me indicou e que estão no receituário do SEU EVANGELHO.

Vou tomar, diariamente, ao me levantar, CHÁ DE AGRADECIMENTO, ao chegar no trabalho, beber uma colher de sopa de BOM DIA e, de hora em hora, um comprimido de PACIÊNCIA, com um copo de HUMILDADE.

Ao chegar em casa SENHOR, vou tomar, diariamente, uma injeção de AMOR e ao me deitar duas cápsulas de CONSCIÊNCIA TRANQÜILA.

Agindo assim, tenho a certeza que não ficarei mais doente e todos os dias serão de CONFRATERNIZAÇÃO E SOLIDARIEDADE.

Prometo prolongar esse tratamento preventivo por toda a minha vida, para que, quando me chamar, que seja por MORTE NATURAL.


Obrigado Senhor !!!

quinta-feira, 5 de maio de 2011

LASCÍVIA NA IGREJA

Você vai ser redirecionado para o novo site
“Difundindo a Palavra de Deus” 
na  URL   robertodedeus.com/

Este artigo está no link:

                            ou procure no novo site, pelo mesmo titulo.

Ora, as obras da carne são conhecidas e são: ... Lascívia...  (Gl 5:19)
Fazei, pois, morrer a vossa natureza terrena: ...Paixão lasciva... (Cl 3:5)

A lasciva é um pecado que geralmente passa meio que desapercebido em meio à igreja, porém é listado como um dos frutos da carne em Gálatas, e, na Epistola aos Colocensses é descrito como, comum à natureza humana. Mas, o que significa? Na prática, onde encontramos a lascívia na igreja? É comum entre os crentes?

Primeiro,  a definição, segundo o Dicionário Aurélio:

Lasciva: Sensualidade; lúbrica; desregrado (Devasso, libertino); libidinagem (Relativo ao prazer sexual, ou que o sugere; voluptuoso, Que procura constantemente e sem pudor satisfações sexuais); Luxúria.

Nos dias atuais, o pecado da lascívia tem entrado na vida dos crentes de uma forma muito natural; isto devido à velha natureza pecaminosa que insiste em sobreviver (“Porque as pessoas que vivem de acordo com a natureza humana têm a sua mente controlada por essa mesma natureza.” Rm 8.5); espaços são abertos e sem a devida vigilância, o diabo, na sua grande astúcia desperta nos corações desejos contrários aos princípios determinados por Deus ao Seu povo. Nasce no íntimo à vontade de agir e ou mostrar-se à semelhança do mundo.

Na Igreja:

Infelizmente é comum vermos em algumas igrejas a manifestação deste pecado sem muitas reservas. A lascívia apresenta-se nas pessoas que levadas por sentimentos diversos deixam-se moldar pelos costumes comuns aos ímpios e lançam mão de roupas inadequadas aos servos do Eterno.
É a moda que obriga as mulheres a usarem saias curtíssimas; calças justíssimas; fazerem uso de vestidos curtos e decotes que expõe os seios e costas. É a sensualidade que se manifesta com grande intensidade. (“Portanto, usem o seu corpo para a glória dEle.” 1Co 6.20)
Qual o objetivo de está na moda e usar roupas que não condiz com os ensinamentos do Senhor Deus? Com certeza, despertar no próximo uma série de sentimentos “carnais” perturbando-o, chamando para si as atenções e fazendo renascer nos corações a velha natureza. O exemplo de Paulo deve ser observado, quando ele afirma: “Mas eu me orgulharei somente da cruz do nosso Senhor Jesus Cristo. Pois, por meio da cruz, o mundo está morto para mim, e eu estou morto para o mundo.” Gl 6.14

No Trabalho:

Se o temor a Deus não foi suficiente para coibir o uso de vestimentas inadequadas na igreja, com certeza, no dia-a-dia, na rua, trabalho e nas obrigações sociais a situação torna-se mais grave. Geralmente é preciso apresentar-se bem e quando o Espírito Santo não está no controle (“Não vivam como vivem as pessoas deste mundo, mas deixem que Deus os transforme por meio de uma completa mudança da mente de vocês” Rm 12.2), a carne manifesta-se com toda a sua força. Entra em cena todo um conjunto de roupas e ações sensuais; algumas sentem satisfação em despertar no próximo à cobiça e sentimentos baixos; alegram-se com “cantadas” e insinuações maliciosas feitas por colegas; assemelha-se com os ímpios, impossibilitando visualizar o senhorio de Jesus Cristo na vida (“Mas tenham as qualidades que o Senhor Jesus Cristo tem e não procurem satisfazer os maus desejos da natureza humana de vocês.” Rm 13.14).

No Lar:

A lascívia também encontra lugar nos lares, na intimidade dos casais, que levados por desejos incomuns aos servos do Senhor, procuram fazer uso de diversas práticas mundanas que por sua natureza imunda, afasta o Espírito Santo da vida (“Vocês fazem parte do povo de Deus; portanto, qualquer tipo de imoralidade sexual, indecência ou cobiça não pode ser nem mesmo assunto de conversa entre vocês.” Ef 5.3; “Que cada um de vós saiba possuir o próprio corpo em santificação e honra, não com o desejo de lascívia, como os gentios que não conhecem a Deus.” 1Ts 4.4,5). É inconcebível que o nosso agir apague o Espírito de Deus em nossa vida, porém, entre as “quatro paredes” muitos têm feito uso de fetiches, tais como: filmes pornôs; revistas de sexo; novelas eróticas; objetos; com o objetivo de despertar e satisfazer o desejo sexual, de forma antinatural.

O que fazer então?

Amados, somos chamados pelo Senhor para sermos Seus seguidores (“Porque nenhum de nós vive para si mesmo,” Rm 14.7), propriedade exclusiva do Pai (“Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus.”1Pe 2:9) e esta condição de vida não nos permite dar lugar aos costumes comuns àqueles que desconhecem os princípios e não obedecem aos preceitos do Senhor (“Porque as pessoas que vivem de acordo com a natureza humana têm a sua mente controlada por essa mesma natureza.” Rm 8.5).
As nossas vestimentas, bem como, todo o nosso agir dever ser equilibrado e santo (“Vocês são filhos queridos de Deus e por isso devem ser como ele.” Ef 5.1). Não é aconselhável à mulher mostrar-se demasiadamente, porém, o uso de roupas extremamente longas desperta no próximo uma rejeição à obra de Deus, portanto, é preciso usar o bom senso e guiados pelo Espírito De Deus, vestir-se de forma adequada e santa. É preciso que olhem para tua vida e não veja uma mulher/homem sensual, sim, que vejam a imagem do Senhor Jesus Cristo (“Assim já não sou eu quem vive, mas Cristo é quem vive em mim. E esta vida que vivo agora, eu a vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e se deu a si mesmo por mim.” Gl 2.20).

Lembre-se disso: Que vejam Cristo em nossa vida diariamente.

Quanto às práticas intimas; quando há o verdadeiro amor dado por Deus entre os casais o desejo mútuo é normal, dispensando o uso de instrumentos pecaminosos e vergonhosos.

“Pelo contrário, sejam santos em tudo o que fizerem, assim como Deus, que os chamou, é santo.” 1Pe 1:15
Assim deve ser o proceder dos verdadeiros servos de Deus, santos no agir; nas conversas; nas amizades; no trabalho; no vestir-se; na intimidade sexual; no namoro e em todos os aspectos da vida.  Quando assim nos portamos, louvamos a Deus e o adoramos através de nossos atos. (“Certamente vocês sabem que são o templo de Deus e que o Espírito de Deus vive em vocês.” 1Co 3.16) Que sobre a carne esteja o controle do Espírito Santo de  Deus (Vocês, porém, não vivem como manda a natureza humana, mas como o Espírito de Deus quer, se é que o Espírito de Deus vive realmente em vocês. Quem não tem o Espírito de Cristo não pertence a ele. Rm 8.9). 

Sejam santos em vosso proceder.

TE LOUVAREI

"Irmãos, Deus erra? Então por que nascem pessoas com certas dificuldades?
Eu creio que é para que o nome do Senhor seja glorificado na vida delas."
 
Ninguém fez uma festa quando eu nasci
Mas quem daria uma festa por nascer alguém assim?
O tempo todo eu luto pra me adaptar
Ai, meu Deus te louvarei, eu louvarei

Tentaram me parar porque nasci assim
Existem algumas coisas tão dificéis para mim
Mas o que me dói é ver meu irmão a se queixar
Mesmo assim, te louvarei, eu louvarei

Eu te louvarei, sempre louvarei

Eu te louvarei, Senhor
Sempre louvarei
Pra sempre eu louvarei

Oh, oh
Pra sempre eu louvarei Senhor (Eu te louvarei)
Pra sempre bendirei Senhor (Eu te bendirei)
Pra sempre exaltarei Senhor (Eu te exaltarei)

Assista o vídeo.