SEJA BEM VINDO EM NOME DE JESUS.

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Culto doméstico.


Você vai ser redirecionado para o novo site
“Difundindo a Palavra de Deus” 
na  URL   robertodedeus.com/

Este artigo está no link:
 ou procure no novo site, pelo mesmo titulo.



10 razões que mostram essa necessidade

1. Porque nos dispõe para enfrentarmos as tarefas diárias com um coração mais alegre, torna-nos mais fortes para o trabalho, mais dedicados ao nosso dever e predispõe-nos a glorificar a Deus em tudo que fizermos.
Colossenses 3.17 diz,E, quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai.

2. Porque nos dá força para enfrentarmos o desânimo, as decepções, as adversidades inesperadas e as frustrações com que nos deparamos.
Hebreus 2.18 diz, “Porque naquilo que ele mesmo, sendo tentado, padeceu, pode socorrer aos que são tentados.”  

3. Porque nos torna mais cônscios, no decorrer do dia, da presença reconfortante do Deus que nos ajuda a vencer pensamentos impuros e outros inimigos quaisquer, que porventura vierem atacar-nos.
Filipenses 4.4-7 diz, “4  Regozijai-vos sempre no Senhor; outra vez digo, regozijai-vos. 5  Seja a vossa equidade notória a todos os homens. Perto está o SENHOR. 6  Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças. 7  E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus.”

4. Porque o culto doméstico suaviza as asperezas do relacionamento no lar e enriquece grandemente o convívio em família.
Efésios 6.1-9, diz, “1  VÓS, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo. 2  Honra a teu pai e a tua mãe, que é o primeiro mandamento com promessa; 3  Para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra. 4  E vós, pais, não provoqueis à ira a vossos filhos, mas criai-os na doutrina e admoestação do Senhor. 5  Vós, servos, obedecei a vossos senhores segundo a carne, com temor e tremor, na sinceridade de vosso coração, como a Cristo; 6  Não servindo à vista, como para agradar aos homens, mas como servos de Cristo, fazendo de coração a vontade de Deus; 7  Servindo de boa vontade como ao Senhor, e não como aos homens. 8  Sabendo que cada um receberá do Senhor todo o bem que fizer, seja servo, seja livre. 9  E vós, senhores, fazei o mesmo para com eles, deixando as ameaças, sabendo também que o SENHOR deles e vosso está no céu, e que para com ele não há acepção de pessoas.”

5. Porque esclarece os mal-entendidos e tende a aliviar as tensões que por vezes invadem o ambiente sagrado do lar.
Romanos 12.9-11 diz, “9  O amor seja não fingido. Aborrecei o mal e apegai-vos ao bem. 10  Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros. 11  Não sejais vagarosos no cuidado; sede fervorosos no espírito, servindo ao Senhor;”

6. Porque o culto doméstico ajuda a manter na fé os filhos que saem de casa, afastando-se da influência dos pais. Na maioria dos casos, é o culto doméstico que mais tarde irá determinar a salvação de filhos de lares crentes.
II Timóteo 3.15-17 diz “15  E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus. 16  Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça; 17  Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra.

7. Porque ele poderá ter influência sadia e santa sobre as pessoas que possam estar visitando a família. Ler Romanos 14.7-9 diz, “7  Porque nenhum de nós vive para si, e nenhum morre para si. 8  Porque, se vivemos, para o Senhor vivemos; se morremos, para o Senhor morremos. De sorte que, ou vivamos ou morramos, somos do Senhor. 9  Porque foi para isto que morreu Cristo, e ressurgiu, e tornou a viver, para ser Senhor, tanto dos mortos, como dos vivos.” 8. Porque o culto doméstico reforça o trabalho pastoral e, além disso, estimula em muito a participação na Igreja. Romanos 15.6-7 diz “6  Para que concordes, a uma boca, glorifiqueis ao Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo. 7  Portanto recebei-vos uns aos outros, como também Cristo nos recebeu para glória de Deus.”

8. Porque o culto doméstico faz de um lar exemplo e estímulo a outros lares, para que tenham a mesma vida de devoção e adoração a Deus. Atos 2.46,47 diz “46  E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração, 47  Louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar.”

9. Porque a palavra de Deus ensina que devemos fazer o culto doméstico. Ao obedecermos a Deus, estamos dando honra àquele que é o doador de todo o bem e fonte de toda a bênção.

10. Romanos 12.1,2 diz “1  ROGO-VOS, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. 2  E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.

Fonte: Estudos Gospel

Nenhum comentário:

Postar um comentário