SEJA BEM VINDO EM NOME DE JESUS.

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

OS MÓRMONS.


Os mórmons são uma seita sutil porém perigosa.
Eles trabalham com organizações filantrópicas e ação social, para difundir seu proselitismo.
A "revelação" dada pelo "anjo" Moroni a Joseph Smith - que era MAÇOM, envolvido com cristalomancia (esoterismo) - não passa de invenção e dizer que uma nova igreja deveria ser fundada pois todas as outras estavam erradas é EXCLUSIVISMO.
Esse indivíduo alegava que recebia visitas de anjos e um dos tais anjos se dizia chamar Moroni. Segundo Joseph Smith, o tal do anjo Moroni afirmava que seu pai chamado Mórmon havia escrito a história de seu povo em umas placas de ouro que teriam sido enterradas em um local perto de um monte nos Estados Unidos, onde seria hoje Palmyra, que segundo este embusteiro, estavam num idioma chamado "egípcio reformado", milagrosamente traduzido por ele.
Esse ''carinha'' não teve um fim muito agradável, foi preso após ter sido processado inúmeras vezes por desvio de dinheiro, perseguido por maridos traídos - em virtude da poligamia que ele pregava, tinha mais de 20 esposas - e morreu assassinado por um bando de pessoas iradas e enfurecidas depois de terem sido enganadas por esse trapaceiro e salafrário.
Joseph Smith, ainda por cima, morreu atirando e matando três pessoas.

Aqui dez pontos que mostram, claramente, que os Mórmons não são cristãos:

1. O Mormonismo não ensina que a Bíblia é a infalível Palavra de Deus:
"Cremos que a Bíblia é a Palavra de Deus até onde for traduzida corretamente: cremos que o livro de Mórmon também é a palavra de Deus." (Declaração de fé, artigo n° 8)

Contestação:
Na qualidade de crentes que somos cremos que as Sagradas Escrituras do Velho e do Novo Testamentos são a Palavra de Deus verbalmente inspirada, a autoridade final para nossa fé e vida, sem erros no original, infalível e inspirada por Deus.
IITimóteo 3 : 16 e 17/ IIPedro 1 : 20 e 21 / Mateus 5 : 18

2. O Mormonismo ensina que Deus é um homem glorificado e que tem um corpo físico:

"Deus mesmo já foi como nós somos agora e é um homem glorificado." (Doutrinas do Profeta Joseph Smith, página 345).
"O Pai tem um corpo de carne e osso tão tangível quanto o dos homens…" ( Dot. e Cov. Seç. 131 : 22 )

Contestação:
A Bíblia diz:
"Deus não é homem," Números 23 : 19.
"Deus é Espírito; e importa que os que adoram o adorem em espírito e em verdade." João 4 : 24
"…um espírito não tem carne nem ossos…" Lucas 24 : 39

3. O Mormonismo ensina que Cristo e o Diabo são irmãos:
Sem comentários devido à gravidade da blasfêmia.

4. O Mormonismo ensina que Jesus Cristo era casado e polígamo:

"Cremos que o casamento em Caná da Galiléia foi o de Jesus Cristo..." (Jornal de Discurso, Vol. 2, página 80).
O Mormonismo ensina que Jesus foi o filho natural de Adão e Maria.
"Quando a Virgem Maria concebeu o Menino Jesus… Ele não foi gerado pelo Espírito Santo. E quem é o seu pai?
Ele é o primeiro na família humana..."
( Brigham Young, Jornal de Discursos, páginas 50 e 51 ).

5. O Mormonismo ensina que a verdadeira igreja deixou de existir até que foi restaurada por Joseph Smith"

A igreja (SUD) foi restaurada em 6 de abril de 1830 por Joseph Smith. ( Dot. e Cov. 20 : 1 ).

Contestação:
Jesus Cristo disse:
"…sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela." Mateus 16 : 18
"Porque ninguém pode pôr outro fundamento, além do que está posto, o qual é Jesus Cristo." ICoríntios 3 : 11
"Edificados sobre o fundamento dos apóstolos e profetas, de que Jesus Cristo é a principal pedra da esquina." Efésios 2 : 20

6. O Mormonismo ensina outro evangelho (pervertido) e não aquele da Bíblia.
E isto é evidente.

7. O Mormonismo ensina a salvação dos mortos através do batismo por procuração.

Esta doutrina se baseia numa só passagem das Escrituras mal-interpretada:
"Doutra maneira, que farão os que se batizam por causa dos mortos, se absolutamente os mortos não ressuscitam?
Por que se batizam eles então pelos mortos?"
ICoríntios 15 : 29

Contestação:
Paulo não praticava o batismo pelos mortos.
Ele se excluiu usando o pronome "eles" e não "nós" ou "vós".
Ele estava fazendo uma pergunta e não uma declaração.
"E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo…" Hebreus 9 : 27

8. O Mormonismo ensina a investigação genealógica dos mortos:
"Vamos, portanto, na qualidade de igreja e povo, como Santos dos Últimos Dias, fazer ao Senhor uma oferta de justiça; vamos apresentar no Seu santo templo, quando terminado, um livro contendo o registro de nossos mortos, que será digno de toda aceitação." ( Dot. e Cov, Seç. 128 : 24 )

Contestação:
A Bíblia diz:
"Nem se deem às fábulas ou a genealogias intermináveis." ITimóteo 1 : 4
"Mas não entres em questões loucas, genealogias e contendas." Tito 3 : 9

9. O Mormonismo ensina que existem profetas modernos e revelações divinas atualizadas:
O mormonismo reivindica que Joseph Smith recebeu o Sacerdócio Araônico de João Batista. O Sacerdócio de Melquisedeque e o Apostolado foram restaurados por Pedro, Tiago e João logo após em 1829. ( Dot. e Cov, Seç. 13 )

Contestação:
A Bíblia diz:
"Havendo Deus antigamente falado muitas vezes…
nestes últimos dias pelo Filho, a quem constituiu herdeiro de tudo, por quem fez também o mundo," Hebreus 1 : 1 e 2
Encontramos em Deuteronômio 18 : 20 a 22 o método bíblico para testar um profeta.

10. O Mormonismo ensina que a salvação depende de boas obras e da aceitação de Joseph Smith:
"Nenhum homem que rejeita o testemunho de Joseph Smith pode entrar no reino de Deus."
( Doutrinas da Salvação, vol. I, página 190 ).
"Os homens tem uma obra a realizar para obter a salvação."
( Doutrinas da Salvação, vol. III, página 91 )

Contestação:
A Bíblia ensina que a salvação é somente através de Jesus Cristo. "E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos." Atos 4 : 12
"Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie." Efésios 2 : 8 e 9

Sobre o Livro de Mórmon, ele já passou por inúmeras revisões e correções gramaticais, quando cita partes da Bíblia demonstra erudição, mas quando o autor entra em cena, a linguagem é paupérrima. Desde sua primeira impressão em 1830, foram constatados 3913 ERROS no livreto deles.

Sendo que, na verdade, o charlatão se valeu de uma tradução da Bíblia King James - Rei Tiago -, do século 17, para compor a heresia do lixo teológico dele. O segundo livro de Nefi, capítulos 12 a 24 no Livro de Mórmon, em sua maior parte foi copiado, palavra por palavra, de Isaías, capítulos 2 a 14, da versão do Rei Tiago.

A seguir damos somente alguns exemplos de mudanças que têm sido feitas do Livro de Mórmon de 1830 (os itálicos foram acrescentados): Edição de 1830, página 52:
"que surgiste das águas de Judá, o qual juras pelo nome do Senhor."
Edição de 1963, 1Nefi 20 : 1:
"que surgiste das águas de Judá ou das águas do batismo; que juras em nome do Senhor."

Edição de 1830, página 303:
"Sim, sei que ele concede aos homens, sim, decreta-lhes decretos inalteráveis, segundo o seu desejo."
Edição de 1963, Alma 29 : 4:
"Sim, sei que ele concede aos homens segundo o seu desejo."

Edição de 1830, página 31:
"Tampouco permitirá o Senhor Deus que os gentios para sempre permaneçam nesse estado de ferimento horrível."
Edição de 1963, 1Nefi 13 : 32:
"Tampouco permitirá o Senhor Deus que os gentios permaneçam para sempre nesse horrível estado de cegueira."

Edição de 1830, página 555:
"...seus filhos e filhas, que não eram, ou que não visam sua destruição."
Edição de 1963, Éter 9 : 2:
"...seus filhos e filhas que não visaram sua destruição."

Edição de 1830, página 262:
"E sucedeu que ele começou a pleitear por eles daquele momento em diante; mas isso o insultou, dizendo: Estás também possuído pelo Diabo? E aconteceu que cuspiram nele."
Edição de 1963, Alma 14 : 7:
"Ele começou a pleitear por eles daquele momento em diante; mas eles o insultaram, dizendo: Estás também possuído pelo Diabo? E cuspiram nele."

Outra mudança do Livro de Mórmon de 1830 refere-se a Mosíah 21 : 28.
O Rei Benjamim já havia morrido ( Mosíah 6 : 5; página 186 de edição brasileira de 1975) na edição de 1830 do Livro de Mórmon. Evidentemente, Smith esqueceu-se disso e em Mosíah 21 : 28, disse que o Rei Benjamim ainda estava vivo!
Mais tarde, mórmons envergonhados mudaram o nome do rei para Rei Mosíah, assim removendo a contradição óbvia!

Por Thiago Dutra

Quer saber mais sobre o Mormonismo? Visite esta página:
http://mentiramormon.blogspot.com.br/2007/02/verdade-acerca-do-deus-ado.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário