SEJA BEM VINDO EM NOME DE JESUS.

terça-feira, 16 de julho de 2013

LAÇOS DE ALMA



Você vai ser redirecionado para o novo site


“Difundindo a Palavra de Deus” 


na  URL   robertodedeus.com/

Este artigo está no link:

 ou procure no site novo pelo mesmo titulo.
 

A mulher foi criada para ser totalmente sensível e dependente do homem. O homem é seu protetor, provedor natural. Até mesmo uma prostituta procura um líder, um governo, por isso ela permite ser controlada por um cafetão. Logo é governada por Baal. 

Isto explica o porque de homens que dominam mulheres e mesmo após o termino do relacionamento e estas; como que hipnotizadas, continuam mendigando sua atenção, mesmo debaixo de muitos insultos e humilhações, pois é muito mais comum a mulher sentir profundamente a falta do homem após o termino do relacionamento do que o contrário.

Mulheres, então, a partir do primeiro ato sexual, se colocam debaixo do governo do homem. Veja como isto é forte! Isto pode explicar porque muitas mulheres estão dominadas por homens mundanos, brutos e às vezes até casados, mas que apesar disto, não conseguem se ver livres dessa relação que lhes está destruindo pouco a pouco. 

As consequências de um simples caso eventual podem ser perigosas: os laços de alma formados podem prender uma pessoa por toda a vida. Deus criou a mulher de modo que o primeiro homem que tem relações sexuais com ela assume uma forma de domínio sobre ela. O espírito e alma feminina são estabelecidos para reagir ao homem.

Interessante é que se toda mulher precisa de um líder, um governo, o que acontece com a mulher de Deus que não tem marido?
“Porque o teu Criador é o teu marido, o SENHOR dos Exércitos é o seu nome” (Js. 54:5).
Ela é governada diretamente pelo SENHOR, sendo assim a mulher quando se converte, mesmo que seja uma prostituta deixa de ser governada por Baal quando ela rompe com todos os amantes, quebra os laços de alma com eles e passa a ser governada pelo SENHOR dos Exércitos. Ele passa a ser o seu marido, e afirmo, não há marido mais maravilhoso do que este!

A mulher deve se resguardar e aprender a controlar suas emoções para não sofrer frustrações afetivas.
Mulheres casadas presas a um parceiro do passado têm a alma fragmentada. São incapazes de se entregar plenamente aos seus cônjuges. Seus pensamentos e emoções estão sendo continuamente atraídas por seus antigos amantes com pensamentos de adultério. Resultado, ela se tornou prisioneira espiritual da pessoa com quem se envolveu no passado ou presente, sofreu contaminações. Não falo somente de doenças infecto contagiosas, mas falo de transferência de maldiçoes e demônios.

Duas áreas mais importantes de contaminação e são espiritismo e sexo, pois são áreas que mais aproximam as pessoas de demônios, e com muito mais rigor. É por isso que nas sessões espíritas invocam entidades malignas com rituais de sexo. Os espíritos que atuam em um, passam a agir no outro. Uma relação sexual é muito mais que um ato físico, é uma aliança, um pacto de sangue, uma união completa de corpo, alma e espírito e passam a ser uma do outro no mundo espiritual. Deus criou o homem e a mulher para viverem uma aliança inviolável, inquebrável. A prostituição viola esse padrão. Por isso o corpo a alma e o espírito de uma prostituta passam a ser alvo de contaminação espiritual. Ela tanto recebe contaminação de demônios, como também transmite essa contaminação para outras pessoas através do sexo.

Quando falo de prostituta não estou apenas me referindo à garota de programa, mas também da mulher de vida sexual livre. A única mulher que está livre de contaminação de demônios por meio do sexo é a mulher casta e convertida ao SENHOR, e também a mulher casada fiel ao marido e que tem também marido fiel.

“Porque o marido descrente é santificado no convívio da mulher crente; e a mulher descrente é santificada pelo marido crente” (I Co. 7:14).

Promessas que os homens fazem e as mulheres não devem acreditar.

Convite à prostituição:
1. Quero uma prova de amor, entregue-se para mim!
2. Se não fizer amor comigo, vou fazer com outra! (se a namorada estiver insegura, vai ceder por medo de perder o namorado).
3. Vamos à minha casa ver minha coleção de CD´s prometo não te tocar!
4. Se fizer amor comigo, prometo marcar a data do casamento!
5. Se fizer amor comigo vai ser minha para sempre!
6. Vamos fazer sexo, afinal vamos nos casar mesmo!
7. Você tem uma semana para se decidir, se não fizer amor comigo, está tudo acabado entre nós!
8. Sou capaz de ficar com você na mesma cama sem te tocar!
9. Só quero ver como é linda de calcinha e sutiã, não vou fazer nada!
10. Se agente fizer sexo sua família terá que me aceitar!
11. Vamos a um motel somente para descansar, nada vai te acontecer, afinal não tenho forças para nada!
_________________________________________
Convite ao adultério:
1. Estou me divorciando da minha mulher;
2. Não faço sexo com minha esposa, pois ela é muito doente!
3. Não amo mais minha mulher, dormimos em camas separadas!
4. Minha mulher não me satisfaz sexualmente!
5. Minha mulher é uma jararaca, só não me separo por causa dos meus filhos!

Depois que a mulher cede, vêm as desculpas...
1. Deixa meus filhos crescerem um pouco depois nos casaremos
2. Logo vou me separar e então nos casaremos!
3. Pare de me fazer cobranças, não te disse que não posso me separar agora! Você é uma “mala”, fala demais!
4. Assim que meus filhos estiverem independentes me divorcio!
5. Se eu me separar agora minha esposa pode até morrer, não posso fazer isso, ela está muito fragilizada!
6. Se eu pedir o divorcio perco tudo o que tenho, tudo está no nome dela!

Cuidado: O sentido mais aguçado da mulher é a audição e é facilmente levada a acreditar em falsas promessas!

Esses homens têm faro para perceber quando uma mulher tem carência emocional para enganar, ludibriar.

O homem quer manter a esposa para obter todas as vantagens do casamento, e ao mesmo tempo quer manter a amante para obter todas as vantagens da vida sexual libertina. Na verdade é a amante que o ajuda a suportar a rotina do casamento. Ela é o contrapeso, a válvula de escape.

O sentimento de culpa o faz ser aparentemente um “bom marido”, mantendo assim o casamento por mais tempo.

Texto do meu Livro: "Prostituição e Homossexualismo"
Por Pastora Wilma Ribeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário